MAIS DE 5000 VISITANTES CONHECEM OS NOVOS NEGÓCIOS DO MUNDO RURAL

Decorreu nos dias 13, 14 e 15 de julho na Alfandega do Porto, a Feira “Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais”, que reuniu 120 empreendedores da região norte, apoiados através do projeto EMER-N, Empreendedorismo em Meio Rural da Região Norte.

A Feira Norte Empreende, permitiu trazer á grande cidade o que de melhor se faz no mundo rural, onde 120 empreendedores oriundos dos diferentes municípios do Norte, puderam apresentar os seus negócios, produtos e serviços, que vão desde as atividades mais tradicionais, como os produtos locais, o artesanato, a gastronomia, o turismo, até projetos de biotecnologia, têxtil e moda.

Em paralelo com a feira decorreu um interessante programa de seminários e jornadas técnicas, onde foi possível apresentar os principais resultados alcançados com a implementação do projeto EMER-N, apresentar algumas ideias para o desenvolvimento económico das regiões do interior e abordar algumas das principais questões técnicas com que os empreendedores se deparam no seu dia-a-dia, para dar impulso aos seus negócios.

No dia 13 de julho o Seminário “Estratégias de Desenvolvimento para os Territórios do Interior”, dividido em 2 painéis, em que no 1º foram apresentados os resultados do Projeto EMER-N, Empreendedorismo em Meio Rural, que já permitiu criar mais de 200 novas empresas, e apoiar a criação de perto de 500 novos postos de trabalho, alavancado um volume de investimento na ordem dos 20 milhões de euros. O Painel 2 sobre as “Estratégias para Desenvolvimento do Interior” reuniu na mesma sala para debater e apresentar propostas de desenvolvimento para o Interior, o Professor Luís Braga da Cruz (ex-Ministro da Economia), o Professor Luís Valente de Oliveira (ex-Ministro do Ordenamento e Planeamento do Território), o Professor Luís Leite Ramos (Investigador da UTAD em questões de ordenamento) e o Dr. José Manuel Fernandes (Deputado do Parlamento Europeu). Este painel foi moderado pelo Jornalista Dr. Júlio Magalhães. Da discussão ficou claro, que o desenvolvimento do interior passa por uma base de crescimento económico.

A abertura formal da feira contou com a presença do Senhor Secretário de Estado Paulo Alexandre Ferreira, em representação do senhor Primeiro-Ministro, que além de evidenciar a importância do evento procedeu à visita do mesmo, tendo a oportunidade de interpolar todos os expositores presentes.

No dia 14 de julho, foram realizadas as jornadas técnicas, que abordaram os temas: Financiamento e Investimentos; Mercados Digitais vs Mercados Tradicionais; rotulagem de Produtos; I & D em Meio Rural. Estas jornadas contaram com uma participação interessante de empreendedores, tendo ainda sido possível realizar “meeting points”, onde os empreendedores presentes puderam contactar uns com os outros, trocar experiências e estabelecer parcerias económicas.

Durante a feira, além da possibilidade de conhecer, provar e comprar os produtos expostos, existiu também um espaço de restauração a onde os visitantes poderem recuperar as forças depois de percorridos os 2.000 m2 de exposição. Os três dias foram abrilhantados por vários grupos músicas.

No dia 16 ocorreu o encerramento que contou com a presença da Senhora Secretária de Estado da Industria Ana Teresa Lehman, que sublinhou o carater inovador da iniciativa, enalteceu o trabalho em rede e perspetivou a importância de solidificar a cooperação entre os vários parceiros do projeto, tendo em vista o apoio aos empreendedores na Região Norte.

Decorrido 3 dias de exposição em que os visitantes puderam além de conhecer os novos negócios para o mundo rural degustar e comprar produtos singulares, o saldo feita pela organização é bastante positivo, reflexo de mais de 5.000 visitantes, mas também das apreciações positivos que os expositores demonstraram, tendo manifestado a vontade de se realizar uma futura edição.

A Feira “Norte Empreende – Sabores e Saberes Rurais” é uma das atividades do projeto EMER-N que resulta de uma parceria de 15 entidades, das quais 2 Associações Empresariais (In.Cubo e IET – Instituto Empresarial do Tâmega), 3 Instituições do Sistema Cientifico e Tecnológico Nacional (UTAD, Instituto Politécnico de Viana do Castelo e Instituto Politécnico de Bragança) e 10 Associações de Desenvolvimento Local (Ader-Sousa, Adrat, Adritem, Adrimag, Atahca, Adriminho, Corane, Desteque, Dolmen e Douro Superior), financiado pelo Programa Operacional Regional NORTE 2020, através do FEDER.